Milhões da ajuda da bazuca não convencem empresas

Costa reuniu-se com o Conselho Económico e Social para falar sobre o Plano de Recuperação e Resiliência. Patrões da indústria, comércio e serviços, e agricultura falam de desequilíbrio entre os apoios às empresas e a aposta no Estado.

Foto
daniel rocha

O primeiro-ministro não conseguiu convencer os representantes das empresas da bondade dos 4,6 mil milhões de euros previstos em apoios directos para as empresas no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). As verbas canalizadas para as empresas são desequilibradas quando comparadas com as que vão para o Estado, dizem os responsáveis da CIP, CCP e CAP.