Covid-19. GNR detectou nove pessoas a jogar airsoft de forma ilícita na Feira

O grupo de homens, com idades entre os 19 e 39 anos, estava a jogar airsoft numa zona desabitada em Santa Maria da Feira, actividade que não estavam autorizados a fazer e praticavam “fora das condições legais”.

Foto
Specna Arms

A GNR identificou nove homens a praticar airsoft (jogo onde se simulam operações militares usando réplicas de armas), violando as medidas para combater a covid-19, em Santa Maria da Feira, no distrito de Aveiro, informou esta quinta-feira aquela força militar.

Em comunicado, a GNR esclarece que no decorrer de uma acção de policiamento, realizada na terça-feira, os militares da Guarda detectaram um grupo de homens, com idades entre os 19 e 39 anos, a praticar a actividade desportiva airsoft numa zona desabitada da freguesia de Milheirós de Poiares.

“Os indivíduos praticavam esta actividade sem se encontrarem autorizados e fora das condições legais, fazendo uso de 11 réplicas de armas de fogo, das quais nove longas e duas curtas”, refere a mesma nota.

Neste âmbito, foram elaborados nove autos de contra-ordenação por inobservância das regras para a actividade física e desportiva no âmbito do cumprimento das medidas de contenção da pandemia de covid-19, sendo que as réplicas das armas de fogo foram apreendidas devido aos seus detentores não possuírem a documentação exigida por lei.​​​​​​​

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.419.730 mortos no mundo, resultantes de mais de 109,4 milhões de casos de infecção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 15.649 pessoas dos 790.885 casos de infecção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direcção-Geral da Saúde. A doença é transmitida por um novo coronavírus detectado no final de Dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.