“As pessoas não são de extrema-direita. Deram foi um grito anti-sistema”

Na União das Freguesias de Cascais e Estoril, André Ventura conseguiu nestas presidenciais perto de cinco mil dos quase 500 mil votos que alcançou em todo o país, e no Alentejo também deu cartas. Tal como numa freguesia pobre de Loures. O que une os seus eleitores?

cascais,saude,sociedade,alentejo,presidenciais,transportes,
Fotogaleria
Daniel Rocha
cascais,saude,sociedade,alentejo,presidenciais,transportes,
Fotogaleria
Na União das Freguesias de Camarate, Unhos e Apelação, o líder do Chega granjeou quase dois mil votos Daniel Rocha,Daniel Rocha
cascais,saude,sociedade,alentejo,presidenciais,transportes,
Fotogaleria
Diogo Homem, 66 anos, diz que os seus nove irmãos são simpatizantes do Chega. Ele votou em Marcelo Rebelo de Sousa Daniel Rocha

O céu cinzento que cobre as ruas limpas e ordenadas do centro da vila de Cascais ameaça chuva, mas as poucas pessoas que vieram à rua não parecem ter pressa. E se a maioria ignora, por enquanto, o assinalável resultado de André Ventura nesta freguesia irmanada com o vizinho Estoril — quase cinco mil votos —, esta quase-vitória também não espanta muitos numa freguesia que tem vindo a ser governada pelo CDS. Marcelo mora ali a dois passos e venceu a disputa, claro, mas o que significam os 18,2% do segundo classificado nesta autarquia?

Sugerir correcção
Ler 87 comentários