Em Portugal, quase 25 mil pessoas já receberam as duas doses da vacina da covid-19

No total, foram administradas 212.172 doses das vacinas contra o novo coronavírus. Cerca de 99% são da fabricante Pfizer, a primeira a receber autorização dos reguladores europeus.

Foto
Lares e Unidades de Cuidados Continuados estão a receber vacinas Daniel Rocha

Portugal já administrou as duas doses da vacina contra a covid-19 a 24.657 pessoas, de acordo com os dados fornecidos pelo Ministério da Saúde ao PÚBLICO esta sexta-feira. Até ao momento, foram administradas 212.172 doses da vacina desde o final de Dezembro, mês em que se realizaram as primeiras inoculações contra o SARS-CoV-2 no país.

O Ministério da Saúde detalha que, das 187.515 primeiras doses administradas, cerca de 1% são da fabricante Moderna, a segunda a receber “luz verde” da Agência Europeia do Medicamento (EMA) para a distribuição da vacina. Portugal recebeu as primeiras doses desta vacina na segunda semana de Janeiro, não tendo passado os 21 dias necessários para que fossem administradas as segundas doses deste fármaco. 

Quase a totalidade das vacinas administradas no país são da Pfizer/BioNTech, aprovada para uso na União Europeia a 21 de Dezembro do ano passado. Esta vacina demonstrou uma eficácia de 95% nos ensaios clínicos, enquanto a da Moderna se fixou nos 94,5%.

Tal como tinha confirmado ao PÚBLICO o coordenador do plano nacional de vacinação para a covid-19, Francisco Ramos, o Governo está a guardar preventivamente vacinas para completar a segunda dose de imunização. Neste momento, estão a ser vacinados os profissionais e utentes de Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (ERPI) e as instituições da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI).

A Pfizer reduziu temporariamente as entregas da vacina contra a covid-19 na Europa, enquanto desenvolve esforços para aumentar a capacidade de produção. Garantidas para o primeiro trimestre deste ano está um total de 1,2 milhões de vacinas da Pfizer, que tem uma capacidade de produção de 1,3 mil milhões de doses por ano.

Os profissionais de saúde mais expostos ao vírus foram o primeiro subgrupo a receber as 9750 doses da vacina da Pfizer que chegaram ao país em Dezembro de 2020.