Trump autoriza onda de execuções como não se via há 124 anos

A partir desta quinta-feira, cinco condenados à morte vão ser executados, juntando-se aos oito executados desde Julho. É o maior número em 124 anos e a primeira vez em 132 anos que um Presidente dos EUA autoriza execuções no período de transição para o sucessor.

Foto
Nenhum condenado foi executado no sistema federal entre 2003 e Julho de 2020 Reuters

A execução por injecção letal do afro-americano Brandon Bernard, marcada para esta quinta-feira, voltou a pôr a pena de morte e o racismo no centro das atenções nos Estados Unidos da América, numa altura em que o Presidente Donald Trump insiste em apressar um grande número de execuções antes da tomada de posse do seu sucessor, Joe Biden.

Sugerir correcção
Ler 39 comentários