Em Vilnius, o Natal “não cabe em casa” e põe-se à varanda. “Surreal”, como o ano

A capital lituana teve uma ideia luminosa: convidar os residentes a decorar varandas e janelas para que o Natal “saia” de cada lar. Há decorações de artistas e convite aberto a todos com muita liberdade para inventar.

relaxar,covid19,coronavirus,natal,fugas,lituania,
Fotogaleria
O pangolim que derruba a árvore de Natal na varanda da autarquia de Vilinius govilnius.lt/Jolita Vaitkute
relaxar,covid19,coronavirus,natal,fugas,lituania,
Fotogaleria
O pangolim que derruba a árvore de Natal na varanda da autarquia de Vilinius govilnius.lt/Jolita Vaitkute
relaxar,covid19,coronavirus,natal,fugas,lituania,
Fotogaleria
O pangolim que derruba a árvore de Natal na varanda da autarquia de Vilinius govilnius.lt/Jolita Vaitkute
relaxar,covid19,coronavirus,natal,fugas,lituania,
Fotogaleria
"Três esquinas" govilnius.lt/Ruta Karalyte and Dovile Lukoševiciute
relaxar,covid19,coronavirus,natal,fugas,lituania,
Fotogaleria
"Uma gruta de Natal" govilnius.lt/Domas Ignatavicius and Kristina Šaltyte
relaxar,covid19,coronavirus,natal,fugas,lituania,
Fotogaleria
"Floresta Misteriosa" govilnius.lt/Kotryna Calkaite
relaxar,covid19,coronavirus,natal,fugas,lituania,
Fotogaleria
"Floresta Misteriosa" govilnius.lt/Kotryna Calkaite A Mysterious Forest
relaxar,covid19,coronavirus,natal,fugas,lituania,
Fotogaleria
"Unidade" govilnius.lt/Nauris Michailiuk
relaxar,covid19,coronavirus,natal,fugas,lituania,
Fotogaleria
"Realdade alterada: Desejo pela Natureza" govilnius.lt/Aistis Kavaliauskas
relaxar,covid19,coronavirus,natal,fugas,lituania,
Fotogaleria
"Realdade alterada: Desejo pela Natureza" govilnius.lt/Aistis Kavaliauskas
,dia de Natal
Fotogaleria
A árvore de Natal no centro de Vilnius govilnius.lt
,dia de Natal
Fotogaleria
A árvore de Natal no centro de Vilnius govilnius.lt

“Embora este Natal seja o mais estranho, por causa da pandemia, não vamos desistir”, “vamos celebrar o Natal alternativo nesta realidade surreal": “Vilnius convida-o a decorar as suas varandas e a encantar com segurança os seus vizinhos”.

É o convite lançado pelo presidente da câmara de Vilnius, capital da Lituânia, a todos os residentes. O plano de Natal passa por todos colaborarem usando as suas varandas e janelas. E usando toda a criatividade possível.

A dar o tom, um palacete restaurado – que curiosamente alberga um hostel, o Jamaica – já está decorado e pelo que se vê parece realmente cumprir o propósito “alternativo” e “surreal”. Foi decorado pela artista Jolita Vaitkutė e mostra uma gigantesca árvore de natal iluminada a ser derrubada para o chão por um... pangolim. Recorde-se que a espécie, a par do morcego, chegou a ser apontada, no início da pandemia, como possível intermediária original da transmissão do novo coronavírus, mas posteriores estudos puseram de lado essa hipótese, “inocentando” o pobre pangolim, como se não lhe bastasse ser já o animal selvagem mais caçado do planeta e se encontrar em risco crítico de extinção

“Queria criar algo estranho, que agitasse a imaginação habitual do espectador em relação às tradições e ao Natal”, diz Vaitkutė. “A ideia de uma árvore caída nasceu ao ir pensando nos eventos de 2020 que causaram distúrbios no ritmo do mundo”, diz a artista.

No topo da instalação, colocou um animal “completamente desconhecido na Lituânia”, mais famoso este ano devido às “acusações” que lhe foram feitas. Mesmo que infundadas, e também por isso, Vaitkutė decidiu utilizar o pangolim como “força da natureza sobre a qual não temos controlo. A natureza é mais poderosa que o Homem, e temos de viver com isso”.

A instalação, e outras criadas por mais artistas, é o lançamento do apelo geral da autarquia para que todos colaborem na decoração natalícia da cidade - que, apesar de tudo, tem a sua tradicional decoração de rua a postos.

"Não se pode mascarar o Natal" Adas Vasiliauskas
"Não se pode mascarar o Natal" Adas Vasiliauskas
Fotogaleria
Adas Vasiliauskas

Este ano, “o espírito de Natal não cabe em casa”, lança a autarquia. Por isso, com todos em casa, que as luzes e a imaginação saiam de cada varanda, de cada janela. Há um concurso “Ilumine o Natal na sua varanda” em que os cidadãos se podem inscrever. As varandas serão fotografadas e expostas também online. Entre distinções várias, o vencedor da melhor varanda terá direito a estadia em hotel-palácio de cinco estrelas em Vilnius, o Pacai Hotel, com luxos vários e, claro, direito a pequeno-almoço na varanda.

Sugerir correcção
Comentar