Marcelo pode ter dado um “contributo importante para a verdade histórica” sobre a morte de Sá Carneiro

Presidente da República assume que o antigo primeiro-ministro morreu num atentado, uma decisão que não surpreendeu Ricardo Sá Fernandes, advogado das vítimas de Camarate. “A verdade histórica é uma homenagem que nós fazemos àquelas vítimas”, diz.

Foto
Presidente da República declarou que Camarate foi um atentado e não um acidente Miguel Manso

O Presidente da República pode ter dado um “contributo importante para a verdade histórica” sobre a morte de Francisco Sá Carneiro ao declarar publicamente que o antigo primeiro-ministro foi vítima de um atentado. “Não se tratou de um acidente, mas sim de um atentado, embora não dirigido necessariamente a Francisco Sá Carneiro, precisou Marcelo Rebelo de Sousa numa mensagem que enviou esta sexta-feira ao programa do Expresso da Meia-Noite, dedicado aos 40 anos da morte do também fundador do PSD.