Vendiam cartas de condução por três mil euros. Dez arguidos estão a ser julgados por corrupção

A Polícia Judiciária descobriu um esquema montado por cinco examinadores e um instrutor. Vinham pessoas do Algarve tirar a carta na escola da Amadora. Ministério Público acabou por deduzir acusação contra dez pessoas por corrupção.

Foto
Pediam, em média, três mil euros para ajudar a passar nos exames da carta de condução. PP PAULO PIMENTA

A denúncia chegou à Policia Judiciária (PJ) a 27 de Junho de 2011 através de um condutor de máquinas de Casal de Cambra, candidato à carta de pesados, que tinha sido sondado, duas vezes, pelo seu instrutor para “abrir os cordões à bolsa” e pagar 400 euros, que ele “dava um jeito” junto dos examinadores para conseguir passar no exame de condução.