crime-lei-justica,ler-devagar,mundo,uniao-europeia,europa,nacoes-unidas,
Fotogaleria
crime-lei-justica,ler-devagar,mundo,uniao-europeia,europa,nacoes-unidas,
Fotogaleria
crime-lei-justica,ler-devagar,mundo,uniao-europeia,europa,nacoes-unidas,
Fotogaleria
Diário de um pesadelo

Antes de arder, o campo de refugiados de Moria já era um inferno

Um pequeno caderno foi encontrado nas cinzas do campo de refugiados mais conhecido da Europa, Moria, na ilha grega de Lesbos. Mostra os horrores que os menores não acompanhados sofreram, documentados pelas pessoas que lá se encontravam para os proteger. É um documento, escrito na primeira pessoa, do fracasso da Europa em proteger o grupo mais vulnerável de requerentes de asilo. Desde os incêndios de Moria em Setembro, a situação dos migrantes menores em Lesbos só se agravou.

Na manhã fria de 18 Novembro de 2018, um assistente social na “zona segura” de Moria faz uma descoberta revoltante. Fanis* entra numa sala para recolher uma caixa de tangerinas para as crianças. Dentro da caixa está um rato morto.