Jorge Fonseca e Rochele Nunes vão lutar pelo bronze em Praga

Europeus de judo podem ter mais duas medalhas portuguesas no último dia, para somar à prata conquistada por Telma Monteiro na quinta-feira.

modalidades,desporto,judo,
Foto
Reuters/ISSEI KATO

Depois da prata de Telma Monteiro a abrir, os Europeus de judo que se estão a realizar em Praga podem terminar com mais duas medalhas portuguesas, com Jorge Fonseca (-100kg) e Rochele Nunes (+78kg) a combaterem neste sábado pelo bronze.

Depois de ter sido derrotado nos quartos-de-final em -100kg pelo azeri Zelym Kotsoiev, Fonseca foi relegado para as repescagens e, depois de triunfar sobre o turco Mert Sismanlar, vai combater nesta tarde pelo bronze frente ao georgiano Varlam Liparteliani.

O dia começou bem para o campeão português, com triunfos sobre Grigori Minaskin (Estónia) e Marko Kumric (Croácia), mas Fonseca pareceu bem menos confortável frente ao azeri Kotsoiev nos quartos-de-final. Kotsoiev, que já tinha derrotado o português em três dos quatro confrontos anteriores entre os dois, acabaria por triunfar com waza-ari.

Relegado para as repescagens, o campeão mundial de 2019 esteve bem melhor frente ao jovem turco Sismanlar, triunfando com ippon a 31 segundos do tempo regulamentar.

Apesar de já não poder chegar ao ouro, Fonseca continua no caminho para a sua primeira medalha em Europeus de judo nesta sua terceira participação - foi 5.º em Baku 2015 e 7.º em Telavive 2018. O seu próximo adversário não é um judoca qualquer. Liparteliani foi vice-campeão olímpico em 2016 e tem um extenso currículo em Mundiais (três pratas e dois bronzes) e Europeus (três ouros, cinco pratas e um bronze), mas perdeu os dois combates frente ao português, o último dos quais, no Mundial de Tóquio do ano passado.

Também Rochele Nunes chegou às repescagens e chegou ao combate pela pela medalha de bronze, depois de derrotar a sérvia Milica Zabic. Antes, a judoca luso-brasileira tinha perdido com a ucraniana Yelyzaveta Kalanina.

A adversária de Rochele no combate pelo bronze será a bósnia Larisa Ceric, um judoca já com largo currículo, com várias medalhas em Mundiais e Europeus.

Já Yahima Ramirez não passou do primeiro combate em -78kg. A experiente judoca luso-cubana foi derrotada na primeira ronda pela kosovar Loriana Kuka.

Sugerir correcção