Reduzir o RSI, mas sem metas específicas. Já são conhecidos os três acordos que irão suportar o Governo dos Açores

Acordo da “AD-Açores” é para duas legislaturas e tanto Chega como IL querem reduzir a “subsidiodependência”. A criação de um círculo eleitoral para a região nas eleições europeias é a única medida nacional.

Foto
Apresentação da coligação de governo pós-eleitoral, entre PSD, CDS e PPM direitos reservados

Já são conhecidos todos os acordos escritos que irão suportar o próximo Governo dos Açores, liderado pelo social-democrata José Manuel Boleiro. Depois de semanas sob o desígnio da confidencialidade, os partidos decidiram divulgar os acordos esta sexta-feira à noite. São três: um de governo entre PSD, CDS e PPM, numa reedição da Aliança Democrática (AD); e dois de incidência parlamentar entre PSD/CDS/PPM e Chega; e outro entre o PSD e a Iniciativa Liberal.