Grupo de associados pede envolvimento do Governo para estabilizar Montepio

Eugénio Rosa, João Costa Pinto, Fernando Ribeiro Mendes, Viriato Silva, Pedro Côrte Real, João Proença e Manuel Rogério Ferreira são alguns dos nomes na declaração que será conhecida esta terça-feira. Próximo exercício será ano chave para o Montepio, com possibilidade de novas eleições.

Foto
Reuters/HUGO CORREIA

As autoridades vão receber esta terça-feira uma declaração subscrita por um grupo de associados do Montepio Geral, com idades, proveniências e sensibilidades distintas, onde se chama a atenção para o quadro crítico que se vive na maior entidade da economia social, quer do ponto de vista financeiro, bem como para a necessidade de normalizar o topo do seu principal activo, o Banco Montepio, onde se verificam dissonâncias estratégicas. Nesse sentido, requerem às autoridades, com responsabilidades na tutela e na fiscalização da mutualista e do banco, que ajudem a encontrar soluções para estabilizar um grupo com 180 anos.