Opinião

Acerca da defesa de coisas abjectas

Será que as coisas horríveis que o Chega defende são mais horríveis do que as do Bloco ou do PCP? Não creio que sejam.

As negociações entre PSD e Chega nos Açores têm sido alvo de grande atenção por se entender – e bem – que elas podem ser o laboratório de uma futura coligação no país, se a direita conseguir conquistar a maioria dos votos nas próximas eleições legislativas. Desconfio que aquilo que aconteceu nos Açores é um incómodo tanto para o PSD como para o Chega, porque obrigou a negociações que Rui Rio e André Ventura não queriam ter nesta altura, mas somente em 2022 ou 2023 – 2020 é cedo demais.