Jogos com História: Quando o futebol espanhol falava basco

Embora à condição, porque o Real Madrid tem um jogo em atraso, a Real Sociedad lidera a Liga espanhola ao cabo das primeiras oito jornadas da prova. Pretexto para recordarmos os tempos em que o futebol espanhol foi dominado pelos emblemas bascos, num cenário de guerrilha pela independência política.

Foto
Portu, jogador da Real Sociedad, celebra um golo ao serviço do emblema basco VINCENT WEST/Reuters

A viragem das décadas de 1970 para 1980 foi o período mais sangrento do conflito independentista basco. Entre 1978 e 1981, a ETA (sigla de Euskadi Ta Askatasuna, Pátria Basca e Liberdade na língua local) matou mais de 230 pessoas em acções armadas, enquanto, em sentido contrário, organizações de extrema-direita foram responsáveis por outras quatro dezenas de mortes. O clima era de verdadeira guerra civil, mas no futebol as coisas funcionavam ao contrário: o País Basco “mandava” em Espanha. A Real Sociedad conquistou os dois únicos títulos nacionais da sua história em 1980/81 e 81/82, o Athletic de Bilbau sagrou-se campeão nas duas épocas seguintes.