Quem os pode proteger de quem os protege

O tema é muito sério e antes de mais é político. Por isso algum dia merecerá com certeza a atenção que ainda hoje desafortunadamente não suscita. E exige medidas políticas, mas também a intervenção em algumas áreas de conhecimento que incluam um cruzamento de saberes e um pensamento sistémico que aqui abordei numa crónica passada (O princípio de incerteza e o pensamento complexo, 23/5/2019).