Fotogaleria

Entre as melhores fotos panorâmicas do mundo há Madeira, Açores e um relâmpago no Douro

O espanhol Carlos F. Turienzo tem três fotos tiradas em Portugal entre as finalistas. A grande vencedora foi a fotografia Hibernação de Primavera, do canadiano Matt Jackisch.

Porto (finalista categoria Open Ambiente Construído) Mara Leite/EPSON International Pano Awards
Fotogaleria
Porto (finalista categoria Open Ambiente Construído) Mara Leite/EPSON International Pano Awards

Três fotografias que o espanhol Carlos F. Turienzo tirou em Portugal (duas na Madeira e uma na ilha do Corvo, nos Açores) chegaram à selecção final dos Epson International Pano Awards, a maior competição de fotografia panorâmica do mundo que agora revela as suas melhores fotos. Também na competição profissional uma fotografia foi captada em território português, neste caso entre o Porto e Vila Nova de Gaia, um relâmpago sobre a Ponte D. Luis e reflectido no rio Douro (fotografia de Mara Leite). Entre 5859 fotografias de 1452 fotógrafos (profissionais e amadores) provenientes de 96 países — um recorde para seus onze anos de história —, a grande vencedora foi Hibernação de Primavera, uma fotografia que o canadiano Matt Jackisch captou num dia de Março nas montanhas da Colúmbia Britânica, uma das dez províncias daquele país. "Ainda era muito Inverno lá no alto", recorda Matt. "Quanto mais tempo passo sozinho na natureza, mais silenciosa fica a minha mente. Quanto mais silenciosa a minha mente fica, mais subtilezas noto ao meu redor."

*Correcção: por lapso, referia-se que entre as fotos de Turienzo se incluía a ilha do Pico nos Açores – como se vê, é um grande pico, mas na Madeira.