Serviço ferroviário entre Portugal e Espanha nunca foi tão fraco

Só Valença e Elvas vêem passar diariamente uma automotora entre os dois lados da fronteira. Uma realidade que contrasta com os discursos emotivos dos governos dos dois países em favor do modo ferroviário.

Foto

Entre Portugal e Espanha só há um comboio diário entre o Porto e Vigo e uma velha automotora que faz um serviço regional entre o Entroncamento e Badajoz. Nunca na história do caminho-de-ferro os dois países estiveram tão desligados nas relações internacionais. ​Os comboios de prestígio desapareceram. O centenário Sud Expresso, que desde 1886 liga França a Portugal servindo no seu percursos várias cidades espanholas, e o Lusitânia Expresso, que viaja entre Lisboa e Madrid desde 1943, foram suspensos desde Março devido à pandemia, mas não voltaram aos carris com o desconfinamento. 

Sugerir correcção