Torne-se perito Crítica

Uma casa sem segredos

Uma colectiva reúne 24 artistas sob a égide da reflexão sobre os conceitos de público e privado.

critica,exposicao,artes,culturaipsilon,eduardo-souto-moura,edp,
Foto
A exposição questiona os modos como a intimidade se vai tornando pública na arte Scosta

Podia estar na rua, já que é obra de um arquitecto, mas está no sítio do Centro de Artes de Sines (CAS) que lhe fica mais próximo: o átrio de entrada, lugar envidraçado que deixa ver do exterior tudo o que se passa no interior. A obra, essa, é uma estrutura de aparência escultórica que alia materiais acessórios da construção de edifícios à presença de lâmpadas acesas no seu interior, conjunto de forte impacto visual que introduz o visitante no tema da exposição: Público/Privado — Doce Calma ou Violência Doméstica? Vem assinada por Souto de Moura, que lhe chamou Ordem Arq. VII, em 2009.