Covid-19: a informação é a melhor vacina

Nunca como hoje, a liberdade de imprensa, a ética e a independência jornalística foram tão importantes: 150 jornais juntaram-se para assinalar o Dia Mundial das Notícias.

liberdade-imprensa,publico,opiniao,media,saude,doencas,
Foto
O PÚBLICO comemorou o 30.º aniversário em Março Rui Gaudencio

A covid-19 já fez perto de um milhão de mortos, os novos casos de infecção não param de crescer a um ritmo preocupante em países como os EUA, o Brasil ou a Índia. Na Europa, a situação em países como Espanha, França ou Reino Unido remete-nos para os meses assustadores de Março e Abril.

Na ausência de uma vacina, que tem gerado uma corrida desenfreada de vários laboratórios e países, a informação, a boa informação, elaborada com base em critérios jornalísticos, é o único antídoto contra a ignorância e a ma fé que alimentam as teorias de conspiração mais absurdas.

O acesso a informação credível é determinante para compreender o que se passa no mundo inteiro em simultâneo, acossado por uma pandemia de consequências devastadoras em termos sanitários e económicos, e travar a proliferação de notícias falsas e de campanhas de desinformação.

PÚBLICO -
Foto

É por isso que o PÚBLICO se associou ao conjunto de 150 publicações que esta segunda-feira assinalam o Dia Mundial das Notícias. Trata-se de uma oportunidade para reflectir sobre o papel da imprensa neste actual contexto, do qual a indústria não sai incólume, dada a redução do número postos de venda e do número de exemplares vendidos em banca.

Um pouco por todo o mundo, as receitas publicitárias baixaram, perderem-se alguns postos de trabalho e alguns jornalistas perderem a vida durante a cobertura noticiosa da pandemia.

Todavia, há outras publicações, como é o caso do PÚBLICO, que têm vindo a aumentar o seu número de assinantes digitais e o seu tráfego na internet, fruto das necessidades de informação mais rigorosa dos leitores. Não há jornais exigentes sem leitores exigentes. Nunca como hoje, a liberdade de imprensa, a ética e a independência jornalística foram tão importantes. Daí que o PÚBLICO tenha lançado projectos de literacia para os media, como é o PÚBLICO na escola, e campanhas de informação sobre as notícias falsas.

Sugerir correcção