Torne-se perito

Covid-19. GNR encerrou discoteca com 100 pessoas em Vila Nova de Gaia

Pessoas não cumpriam distanciamento social. O proprietário, de 61 anos, foi detido e constituído arguido.

covid19,coronavirus,vila-nova-gaia,sociedade,gnr,
Foto
LUSA/NUNO VEIGA Dono do bar foi detido

A GNR encerrou, na quarta-feira, 23 de Setembro, um estabelecimento de diversão noctura, que tinha música ao vivo e reunia cerca de 100 pessoas, em Canelas, Vila Nova de Gaia, informou a força de segurança em comunicado.

Com o país em situação de contigência os ajuntamentos estão limitados a 10 pessoas, no mínimo até 14 de Outubro.

A GNR esclareceu, em declarações ao PÚBLICO, que não havia cumprimento, entre outros, do distanciamento social. À Lusa, fonte da GNR, revelou que a pista de dança se encontrava aberta, levando à aglomeração de grande parte das pessoas na mesma.

"O proprietário do estabelecimento, de 61 anos, foi detido e constituído arguido, e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Vila Nova de Gaia”, indica a GNR em comunicado. 

A acção de fiscalização tinha como objectivo averiguar o cumprimento das normas referentes à pandemia de covid-19 e foi levada a cabo pelo Comando Territorial do Porto, através do Posto Territorial de Canelas. 

Esta operação faz parte de um conjunto de acções levadas a cabo pela GNR “aleatoriamente” desde que a pandemia começou, de forma a que todas as regras sejam cumpridas, explicou ao PÚBLICO fonte da GNR.

Com Lusa.

Sugerir correcção