Histórias do Tour: O TGV de Clermont-Ferrand

Até ao final do Tour, o PÚBLICO traz histórias e curiosidades sobre os ciclistas em prova.

Foto
Cavagna no Tour 2020 LUSA/SEBASTIEN NOGIER

Há ciclistas com alcunhas pouco imponentes. Tom Dumoulin já assumiu não gostar de ser “a borboleta de Maastrich”, Cyril Gautier é um “pequeno duende” e Anthony Delaplace é o “placette”, por culpa das posições baixas que geralmente ocupa nas etapas. Mas há quem tenha direito a alcunhas de encher o olho.