Marta Temido exigiu saída de Jamila Madeira

Saídas de Alberto Souto, que vai para o Banco de Fomento, e de Ana Pinho já tinham sido avançadas pelo PÚBLICO. Abandonam também o Governo Susana Amador e José Apolinário, por ser candidato à CCDR-Algarve

remodelacao-governamental,politica,antonio-costa,governo,presidencia-republica,
Foto
LUSA/RODRIGO ANTUNES

A ministra da Saúde, Marta Temido, exigiu que a sua secretária de Estado adjunta, Jamila Madeira, saísse do Governo. Marta Temido preferiu ter como secretário de Estado adjunto António Lacerda Sales, até aqui “apenas” secretário de Estado da Saúde. Para o Ministério da Saúde, entra como novo secretário de Estado Diogo Serras Lopes, até aqui vice-presidente do conselho directivo da Administração Central do Sistema de Saúde e que foi assessor para as questões económicas no gabinete do primeiro-ministro, António Costa. Jamila Madeira, a secretária de Estado adjunta cessante, tinha sido líder da JS no princípio do século - ganhou as eleições por um voto à actual líder parlamentar socialista, Ana Catarina Mendes. Foi dirigente do PS quando António José Seguro era secretário-geral.