ONU

António Guterres: "Ou nos unimos ou estamos condenados"

O secretário-geral da ONU deixa um alerta: o mundo estará “perdido” caso não exista uma união de forças entre os Estados para combater as alterações climáticas, afirmando ainda que a actual pandemia ilustra os danos provocados pela desunião.

A crise global causada pela covid-19 pode ter deixado a acção climática em segundo plano,  à medida que as nações promoveram paralisações sem precedentes para tentar reduzir a sua disseminação, mas Guterres afirmou que a necessidade de acção climática é mais urgente do que nunca.

Numa entrevista esta terça-feira À NBC News, Noticias Telemundo e Agência France Presse, no âmbito do consórcio Covering Climate Now (que o Público integra), António Guterres disse que a pandemia deveria intensificar o foco dos governos na redução das emissões, reivindicando que a crise seja usada como um trampolim para lançar políticas "transformadoras" destinadas a livrar as sociedades dos combustíveis fósseis

Ler maisAntónio Guterres: ameaça climática é “muito mais grave” do que a pandemia

Sugerir correcção