David Vig/Unsplash
Foto
David Vig/Unsplash

Terre de Femmes: 18 mil euros para ideias de mulheres eco-empreendedoras

A Fundação Yves Rocher tem 18 mil euros para oferecer a três mulheres portuguesas com projectos inovadores sustentáveis, que tenham um contributo positivo para a pegada ecológica. Candidaturas até 30 de Setembro.

Estão abertas as candidaturas para a 12.ª edição dos prémios Terre de Femmes, promovidos pela Fundação Yves Rocher, para projectos desenvolvidos por mulheres, que se destaquem no âmbito da sustentabilidade e do ambiente. A fundação da marca de cosmética quer oferecer um total de 18 mil euros a distribuir por três mulheres portuguesas, sendo que o primeiro lugar receberá 10 mil, o segundo 5000 e o terceiro 3000.

As candidatas devem ter mais de 18 anos, ser de nacionalidade portuguesa e representar um projecto eco-empreendedor já implementado, seja a título privado ou através de uma estrutura sem fins lucrativos, que apresente soluções sustentáveis nas áreas social, da educação, da protecção ou da biodiversidade.

Para concorrer é necessário enviar a ficha de participação preenchida e um dossier com a documentação do projecto exigida para [email protected] até 30 de Setembro. A participação no prémio Terre de Femmes é limitada a um único projecto por pessoa. Os restantes critérios de admissibilidade podem ser consultados no regulamento do concurso.

Sendo este um ano atípico, a fundação — reconhecida recentemente como uma Fundação de Utilidade Pública — abriu também uma excepção: antigas laureadas do concurso podem voltar a candidatar-se este ano. Além disso, as finalistas habilitam-se a receber o Grande Prémio Internacional do Terre de Femmes, no valor de 10 mil euros, um concurso entre mulheres de mais de uma dezena de países.

“Acreditamos que num ano particularmente difícil como este que estamos a viver, o Prémio Terre de Femmes reveste-se de uma importância ainda maior pois mais mulheres poderão necessitar de apoio. A experiência dos últimos 11 anos revela-nos que, para além do donativo monetário, que pode ser determinante para o arranque ou manutenção de projectos, a visibilidade que as premiadas adquirem tem proporcionado sem dúvida uma alavanca forte na sua afirmação”, refere Ana Ribeiro, directora de marketing da Yves Rocher Portugal, no comunicado de imprensa.

Na edição de 2019 foram premiados os projectos Vintage for a Cause, de Helena Antónia Silva (1.º lugar), Bô Energia de Mariana Valério (2.º lugar),e Plasticus Maritimus, de Ana Pêgo (3.º lugar). Foi ainda atribuída uma menção especial à actriz Anabela Teixeira, pelo blogue Voltar À Terra.

Texto editado por Ana Maria Henriques

Sugerir correcção