A Revolução de 1820 e a primeira Constituição portuguesa

A Constituição de 1822 teve por fonte direta e principal a Constituição espanhola de Cádis, e, através dela ou subsidiariamente, as Constituições francesas de 1791 e 1795.

Foto

1. Passaram em 24 de agosto 200 anos sobre a revolução que abriu Portugal ao constitucionalismo moderno e na sequência da qual se prepararia a Constituição que viria a ser aprovada em 23 de setembro de 1822 pelas Cortes Constituintes eleitas em Portugal, no Brasil e nos territórios portugueses de África e da Ásia, de acordo com uma regra de proporcionalidade entre o número de eleitores e o número de deputados a eleger.

Sugerir correcção