Alberto Manguel vai doar a sua biblioteca à Câmara de Lisboa

Os 40 mil livros ficarão instalados no palacete dos Marqueses de Pombal, onde o autor de Uma História Natural da Curiosidade vai dirigir um Centro de Estudos da História da Leitura.

feira-livro,camara-lisboa,literatura,culturaipsilon,livros,argentina,
Foto
Alberto Manguel em Lisboa em Outubro de 2019 Daniel Rocha

O escritor e bibliófilo Alberto Manguel, proprietário de uma célebre e fabulosa biblioteca, que está na base de livros como Dicionário de Lugares Imaginários, Uma História da Leitura, A Biblioteca à Noite ou o recente Uma História Natural da Curiosidade, vai doar os seus 40 mil livros à Câmara de Lisboa, que os acolherá num novo equipamento municipal, o futuro Centro de Estudos da História da Leitura (CEHL), a instalar no imponente palacete dos Marqueses de Pombal, junto ao Museu Nacional de Arte Antiga.