Catorze rapazes regressaram de férias e estão em quarentena num pavilhão da Obra ABC

Persiste orientação técnica da DGS para isolar 14 dias crianças e jovens acolhidos em instituições, sempre que se ausentam, mesmo com teste negativo. Se não for alterada antes do início do ano lectivo, põe em causa acesso à escola.

jovens,criancas,saude,sociedade,virus,doencas,
Foto
Nelson Garrido

Findas as férias com familiares ou outras figuras de referência, um número indeterminado de crianças e jovens integrados em instituições está a cumprir 14 dias de isolamento, conforme a orientação técnica da Direcção-Geral de Saúde (DGS). Na Obra ABC, em Gondomar, estão três rapazes em três quartos e 14 num pavilhão, com camas espaçadas, como num hospital de campanha.