Um euro a cada 300 audições? O streaming está longe de ser a tábua de salvação dos músicos

A pandemia atingiu de forma avassaladora o meio musical, dando mais premência a velhas lutas, como a que visa uma mais justa distribuição de direitos autorais, ainda agora novamente derrotada nos Estados Unidos, e incentivando a procura de alternativas como os concertos em streaming. A primeira é uma necessidade, a segunda não será solução.

miguel-araujo,concertos,spotify,culturaipsilon,musica,direitos-autor,
Foto
Nick Cave teve 35 mil espectadores pagantes a verem em casa o concerto solitário que deu em Julho DR

Lembram-se como foi há uns meses? Pandemia instalada, confinamento imposto, parte da população ficou do lado de cá do ecrã a ver parte considerável de uma população específica, a dos músicos, a transmitir concertos caseiros, em condições igualmente caseiras, em streaming nas suas redes sociais. Ao som de alguém que oferecia aquilo que era mais intimamente seu, as canções, ensaiava-se um sentido de comunidade perante aquele duro primeiro impacto da covid-19.