O renascer dos comboios nocturnos

França, Suécia e Áustria estão a apostar nos comboios nocturnos como alternativa ecológica às viagens de avião de curta distância. Espanha e Portugal suspenderam esses serviços e ponderam acabar com eles.

Foto
Miguel Manso

Os comboios nocturnos, que estavam em vias de desaparecimento na Europa, poderão voltar a ligar as grandes cidades do velho continente como ainda o faziam há bem poucas décadas. As preocupações ambientais dos governos e de grande parte da população, o incómodo de suportar as filas de segurança e as salas de embarque dos aeroportos (sobretudo em tempo de pandemia), a par das vantagens de poder viajar directamente entre os centros das cidades e poupar uma noite de hotel, estão a fazer renascer os comboios com carruagens-cama.