Ainda se evita falar numa “nova Guerra Fria”, mas o duelo EUA-China já não é só económico

Revogação norte-americana do estatuto especial de Hong Kong e ameaça chinesa de retaliação entram no mais recente episódio do conflito generalizado entre as duas potências, agravado nas últimas semanas. Relações piores, só antes de 1979.

,Presidente da República Popular da China
Foto
Donald Trump e Xi Jinping Reuters/DAMIR SAGOLJ

Os analistas insistem: o actual conflito entre Estados Unidos e China é – ou ainda é – incomparável com a Guerra Fria, o duelo de várias décadas do século XX entre norte-americanos e soviéticos. Mas as semelhanças são muitas. Duas potências com interesses globais, uma competição económica em larga escala, ideologias conflituantes, imposição constante de sanções, ameaças repetidas de retaliação, tensão militar, retórica crescente e a busca incessante de aliados.