Reeleição de Duda permite que Governo continue a “destruir a democracia na Polónia”

Poder de veto presidencial continua nas mãos dos ultraconservadores do partido Lei de Justiça. Continuação das reformas e ataque à democracia vai levar a um choque ainda maior com a União Europeia, sublinha especialista ouvida pelo PÚBLICO.

Foto
Andrzej Duda conseguiu 51,2% dos votos na segunda volta das presidenciais, enquanto o rival Rafal Trzaskowski ficou-se pelos 48,8% KACPER PEMPEL/Reuters

O ultraconservador Andrzej Duda derrotou o liberal Rafal Trzaskowski e foi reeleito Presidente da Polónia, uma vitória para o partido Lei e Justiça (PiS) que fica com o caminho aberto para continuar as suas polémicas reformas ao sistema judicial, à liberdade de imprensa e aos direitos da comunidade LBGT, prevendo-se um aumento na tensão com Bruxelas.