Banca não é obrigada a pagar prejuízo a burlados por MB Way, diz Deco

Sibs desresponsabiliza-se do pagamento, mas há especialistas a defender reforço da segurança da aplicação. Clientes podem tentar recuperar dinheiro através dos centros arbitrais de conflitos de consumo, aconselha jurista.

sibs,sociedade,ministerio-publico,policia-judiciaria,crime,banca,
Foto
Goncalo Dias

José Pereira pôs uma secretária à venda no Olx em Abril passado, ainda o país estava em estado de emergência por causa da pandemia. A mulher que lhe ligou para o telemóvel explicou-lhe que não conseguia fazer uma transferência bancária mas que tudo se arranjava, só precisava de se deslocar a um terminal multibanco. “Em três ou quatro minutos sacou-me da conta 1520 euros, por intermédio do MB Way”, conta o lesado na reclamação que deixou no Portal da Queixa.