Nova Zelândia voltou a ter novos casos de covid-19

Duas mulheres que viajaram de Londres para visitar um familiar moribundo e que receberam autorização por razões compassivas para abandonar a quarentena estão infectadas.

coronavirus,saude-publica,londres,mundo,nova-zelandia,oceania,
Foto
A primeira-ministra neo-zelandesa Jacinda Ardern Reuters/EDGAR SU

Mais de três semanas depois de não registar nenhum caso positivo e levantadas todas as medidas para controlar a pandemia, a Nova Zelândia voltou a ter novos casos de infecção pelo novo coronavírus. Duas mulheres que viajaram de Londres para visitar um familiar moribundo testaram positivo e levaram as autoridades a tomar medidas de precaução para evitar um novo surto de covid-19 no país.

As mulheres receberam autorização excepcional das autoridades, por compaixão, para não cumprir a quarentena obrigatória e a viajar de carro de Auckland para Wellington para visitar o familiar que estava quase a morrer, diz a AP.

O director-geral de Saúde da Nova Zelândia, Ashley Bloomfield, garantiu que não há razões para alarme porque as duas infectadas garantiram ter cumprido com o estipulado, fazendo o trajecto sem contactar ninguém pelo caminho e sem parar em nenhuma área de serviço. Mesmo assim, as autoridades decidiram realizar testes a todas as pessoas que possam ter estado próximas das duas infectadas.

Segundo entre os testados estão o pessoal de bordo e todos os passageiros dos aviões em que viajaram desde Inglaterra até Brisbane, na Austrália, e depois para Auckland, e as outras pessoas no hotel de Auckland onde começaram a fazer a quarentena.

As mulheres estão agora em isolamento em Wellington, tendo adiado o funeral do familiar até estarem recuperadas da doença.

No dia 8 de Junho, ao anunciar que o país estava livre de transmissão do SARS-CoV-2, a primeira-ministra neo-zelandesa, Jacinda Ardern, admitira que isso não queria dizer que a Nova Zelândia não viesse a ter novos casos.

Sugerir correcção