Fotografia

Sony Awards: já são conhecidos os melhores de 2020

O uruguaio Pablo Albarenga é o Fotógrafo do Ano para os Sony World Photography Awards de 2020, com a série Seeds of Resistence, que foca a resiliência dos indígenas que persistem na conservação dos seus territórios contra o "progresso".

Vencedor na categoria Criativo, de com a série "Seeds of Resistance". Albarenga é também o Fotógrafo do Ano do concurso. ©Pablo Albarenga (Uruguai)
Fotogaleria
Vencedor na categoria Criativo, de com a série "Seeds of Resistance". Albarenga é também o Fotógrafo do Ano do concurso. ©Pablo Albarenga (Uruguai)

Foram anunciados, na madrugada desta terça-feira, 9 de Junho, os vencedores da vertente profissional do concurso Sony World Photography Awards. O prémio de Fotógrafo do Ano foi atribuído ao uruguaio Pablo Albarenga, pela realização da série Seeds of Resistance, que tem como figuras centrais os líderes indígenas que se recusam a abandonar as suas terras, mesmo correndo risco de assassinato. Em comunicado, a organização do concurso relembra que, "em 2017, pelo menos 207 líderes e ambientalistas foram mortos enquanto protegiam as suas comunidades de projectos que ameaçavam os territórios" e que 57 desses assassinatos ocorreram no Brasil, em consequência directa da defesa da Amazónia. A série distinguiu-se na categoria Criativa.

O sul-africano Brent Stirton, que recebe anualmente prémios deste e de outros concursos de igual relevância no panorama mundial, foi o vencedor na categoria Natureza e Vida Selvagem pelo projecto que desenvolveu em santuários para a preservação do pangolim, intitulado Pangolins in Crisis. "O pangolim é o mamífero mais ilegalmente traficado do mundo", explica Stirton na sinopse do projecto. "Estima-se que cerca de um milhão de pangolins tenham sido traficados em território asiático nos últimos dez anos. Por esse motivo são uma das espécies mais ameaçadas do mundo."

As cabines portáteis dos pescadores que a canadiana Sandra Herber fotogragou junto ao Lago Winnipeg, no Canadá, distinguiram-se na categoria de Arquitectura por cumprirem alguns requisitos: são portáteis, protegem os seus ocupantes dos elementos naturais e permitim acesso, a partir do interior, ao gelo que cobre a água onde nadam os peixes que os pescadores pretendem caçar. "Quando todos esses requisitos são cumpridos, os donos podem dar largas à imaginação e decorar as estruturas a seu gosto", explica a canadiana, na descrição do projecto. A série Ice Fishing Huts, Lake Winnipeg explora a diversidade dessas estruturas.

A série da fotógrafa russa Maria Kokunova, The Cave, foi distinguida na categoria Descoberta e descreve o isolamento voluntário de uma mãe que decidiu viver "na gruta da maternidade, numa casa de campo em Leningrad Oblast". Maria restringiu, deliberadamente, o contacto social e com os meios de comunicação com o objectivo de se dedicar à casa, aos filhos e à prática artística. Mas, ao contrário do que esperava, não encontrou paz. "O isolamento despertou em mim o trauma de infância que nunca foi resolvido."

O fotógrafo Chung Ming Ko, que se distinguiu na categoria Documentário, virou a objectiva para os ferimentos causados pelas autoridades chinesas sobre os manifestantes em Hong Kong. Uma série em que o fundo negro e a luz dura assumem protagonismo, Wounds of Hong Kong é, em si, uma forma de protesto.

Há quase 50 anos, antes da chegada da indústria petrolífera à região, a biodiversidade que se exibia junto ao delta do rio Níger era, no mínimo, exuberante. A ONU sugere que, entre 1976 e 2001, ocorreram mais de 6.800 derrames de petróleo — o que equivale a três milhões de barris. A série que o alemão Robin Hinsch desenvolveu, e que se distinguiu na categoria Ambiente, descreve os problemas ambientais e sociais que surgiram em consequência desses derrames.

O alemão Ronny Behnert encontrou santuários budistas e xintuístas — as religiões mais comuns no Japão — espalhados por todo o território nipónico. Os torii, como são também conhecidos, são portais que permitem a transição do mundano para o sagrado "e podem ser vistos nas regiões mais remotas, desde o meio do Oceano Pacífico até às mais altas montanhas e densas florestas", explica o fotógrafo na sinopse do projecto Torii, cuja estética celestial impressionou o júri do concurso, que lhe atribuiu o primeiro prémio na categoria Paisagem. 

A 1 de Agosto de 2016, Cesar Dezfuli fez os retratos dos 118 passageiros de um barco de borracha que se encontrava à deriva no Mar Mediterrâneo. "Numa tentativa de dar um rosto humano a este acontecimento, fotografei os passageiros poucos minutos depois de serem salvos", explica o fotógrafo na descrição da série Passenger, que se distinguiu na categoria de Retrato do Sony Awards. "As caras, as expressões, as marcas que tinham no corpo eram reflexo do que sentiam após aquela jornada que acabava de marcar as suas vidas para sempre." Cesar passou os anos seguintes a tentar localizar os 118 passageiros para retratá-los novamente. "Queria revelar que cada um desses indivíduos tinha uma identidade latente, que necessitava apenas de um contexto pacífico para se tornar novamente visível."

"Pode o ser humano tornar-se imortal?", pergunta o fotógrafo italiano Alessandro Gandolfi? Aqueles que acreditam que sim, e que são responsáveis por uma nova indústria de milhões de dólares, concentram os seus esforços na "criopreservação, na hibridização de homem e máquina, nos downloads de conteúdo cerebral". A série Immortality, Inc. fornece um retrato real dessa indústria – motivo pelo qual logrou, talvez com alguma ironia, o primeiro prémio na categoria Natureza Morta.

Por último, mas em primeiro na categoria de Desporto, estão os lutadores de wrestling do Senegal fotografados pelo espanhol Ángel López Soto. Este evento desportivo é um íman de fotógrafos há muitos anos, mas a sua beleza continua a impressionar o painel de jurados do Sony World Photography Awards.

Vencedor na categoria Creative de com a série "Seeds of Resistance"
Vencedor na categoria Creative de com a série "Seeds of Resistance" ©Pablo Albarenga (Uruguai)
Vencedor na categoria de Natureza e Vida Selvagem com a série "Pangolins in Crisis"
Vencedor na categoria de Natureza e Vida Selvagem com a série "Pangolins in Crisis" ©Brent Stirton (África do Sul)
Vencedor na categoria de Natureza e Vida Selvagem com a série "Pangolins in Crisis"
Vencedor na categoria de Natureza e Vida Selvagem com a série "Pangolins in Crisis" ©Brent Stirton (África do Sul)
Vencedora na categoria de Arquitectura com a série "Ice Fishing Huts, Lake Winnipeg"
Vencedora na categoria de Arquitectura com a série "Ice Fishing Huts, Lake Winnipeg" ©Sandra Herber (Canadá)
Vencedora na categoria de Arquitectura com a série "Ice Fishing Huts, Lake Winnipeg"
Vencedora na categoria de Arquitectura com a série "Ice Fishing Huts, Lake Winnipeg" ©Sandra Herber (Canadá)
Vencedora na categoria de Descoberta com a série "The Cave"
Vencedora na categoria de Descoberta com a série "The Cave" ©Maria Kokunova (Rússia)
Vencedora na categoria de Descoberta com a série "The Cave"
Vencedora na categoria de Descoberta com a série "The Cave" ©Maria Kokunova (Rússia)
Vencedor na categoria Documentário com a série "Wounds of Hong Kong"
Vencedor na categoria Documentário com a série "Wounds of Hong Kong" ©Chung Ming Ko (Hong Kong)
Vencedor na categoria Documentário com a série "Wounds of Hong Kong"
Vencedor na categoria Documentário com a série "Wounds of Hong Kong" ©Chung Ming Ko (Hong Kong)
Vencedor na categoria Ambiente com a série "Wahala"
Vencedor na categoria Ambiente com a série "Wahala" ©Robin Hinsch (Alemanha)
Vencedor na categoria Ambiente com a série "Wahala"
Vencedor na categoria Ambiente com a série "Wahala" ©Robin Hinsch (Alemanha)
Vencedor na categoria de Paisagem com a série "Torii"
Vencedor na categoria de Paisagem com a série "Torii" ©Ronny Behnert (Alemanha)
Vencedor na categoria de Paisagem com a série "Torii"
Vencedor na categoria de Paisagem com a série "Torii" ©Ronny Behnert (Alemanha)
Vencedor na categoria de Retrato com a série "Passenger"
Vencedor na categoria de Retrato com a série "Passenger" ©Cesar Dezfuli (Espanha)
Vencedor na categoria de Retrato com a série "Passenger"
Vencedor na categoria de Retrato com a série "Passenger" ©Cesar Dezfuli (Espanha)
Vencedor na categoria de Natureza Morta com a série "Immortality, Inc."
Vencedor na categoria de Natureza Morta com a série "Immortality, Inc." ©Alessandro Gandolfi (Itália)
Vencedor na categoria de Natureza Morta com a série "Immortality, Inc."
Vencedor na categoria de Natureza Morta com a série "Immortality, Inc." ©Alessandro Gandolfi (Itália)
Vencedor na categoria de Desporto com a série "Senegalese Wrestlers"
Vencedor na categoria de Desporto com a série "Senegalese Wrestlers" ©Ángel López Soto (Espanha)
Vencedor na categoria de Desporto com a série "Senegalese Wrestlers"
Vencedor na categoria de Desporto com a série "Senegalese Wrestlers" ©Ángel López Soto (Espanha)
Sugerir correcção