De um homem em catarse nasceu pop grandiosa

Depois Logo se Vê marca o regresso do Pedro de Tróia aos discos, cinco anos depois do último álbum dos seus Capitães da Areia. Pop luminosa sobrevoada por nuvens sombrias, é canto confessional oferecido à voz colectiva.

ipsilon-papel,cultura,ipsilon,culturaipsilon,musica,
Foto
Gonçalo Portugal Guerra

“Pela primeira vez na minha vida, estava tudo bem”, diz. “Não andava a pensar como ia pagar a luz e a casa. Estava tudo bem”. Lá andava ele então, já a banda de que fora vocalista, os Capitães da Areia, se tinha desmembrado — os seus membros fizeram-se à vida porque o que a música dava não pagava as contas da vida. Ele, Pedro de Tróia, trabalhava em publicidade, pagava as contas e estava tudo bem. Certo?