Um professor de Direito Penal em julgamento queixa-se de “nazismo de género”

Professor de Direito Penal, Filipe cita autores gregos e acusa sistema de “feminismo totalitário”. Juíza chama-lhe “exmo. senhor professor”. Na Amadora, um motorista de TVDE ouve a magistrada dar-lhe um raspanete em voz alta. Entre Setembro e Março, o PÚBLICO assistiu a vários julgamentos de violência doméstica. Este é o segundo capítulo da série Violência Doméstica no Banco dos Réus.

mulheres,violencia-domestica,sociedade,ministerio-publico,crime,justica,
Fotogaleria
Gabriel Fialho Sousa
mulheres,violencia-domestica,sociedade,ministerio-publico,crime,justica,
Fotogaleria
Gabriel Fialho Sousa
mulheres,violencia-domestica,sociedade,ministerio-publico,crime,justica,
Fotogaleria
Gabriel Fialho Sousa
mulheres,violencia-domestica,sociedade,ministerio-publico,crime,justica,
Fotogaleria
Gabriel Fialho Sousa
Fotogaleria
Gabriel Fialho Sousa
Fotogaleria
Gabriel Fialho Sousa
Fotogaleria
Gabriel Fialho Sousa
Fotogaleria
Gabriel Fialho Sousa
Fotogaleria
Gabriel Fialho Sousa

A violência doméstica é um crime que atravessa estratos sociais, idades, profissões. Nem sempre tem contornos físicos e não acontece necessariamente em relações onde há coabitação. Uma das formas de exercer controlo é a perseguição, ou stalking, que a lei já configura como crime autónomo, mas que não raras vezes faz parte da violência doméstica.