Temperaturas de 37 graus: DGS recomenda medidas de protecção devido ao calor nos próximos dias

As temperaturas começam a subir a partir do fim-de-semana e espera-se radiação ultravioleta muito elevada e perigosa. DGS pede aos portugueses para se afastarem e protegerem do sol.

direccaogeral-saude,ipma,calor,sociedade,meteorologia,
Foto
As temperaturas elevadas que se vão sentir no continente merecem maiores cuidados e preocupação PAULO PIMENTA

A Direcção-Geral da Saúde (DGS) recomenda à população que tome medidas de protecção contra o calor, face à previsão de temperaturas elevadas para os próximos dias, que poderão atingir os 37 graus em algumas regiões.

Numa nota publicada esta sexta-feira na sua página da Internet, a DGS alerta para o calor previsto para os próximos dias pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que antecipa valores acima de 30 graus na generalidade do território a partir de domingo e, ao mesmo tempo, radiação ultravioleta muito elevada.

A temperatura vai subir na generalidade do país a partir de domingo, 24 de Maio, devido a “uma corrente de leste” que trará uma “massa de ar continental mais quente”. Está previsto que os termómetros marquem máximas entre os 30ºC e os 35ºC e mínimas entre os 18ºC e os 20ºC,​ pelo menos até à próxima quinta-feira, 28 de Maio. As previsões mais alargadas indicam ser provável que este cenário se mantenha “no início de Junho”.

A DGS recomenda à população que adopte várias medidas para se proteger do calor, principalmente as crianças, idosos, doentes crónicos, grávidas, pessoas com mobilidade reduzida, trabalhadores com catividade no exterior, praticantes de actividade física e pessoas isoladas.

Como medidas de prevenção dos efeitos do calor, a DGS recomenda o aumento da ingestão de água ou sumos de fruta natural, sem açúcar, e evitar o consumo de bebidas alcoólicas, bem como “procurar ambientes frescos e arejados ou climatizados”.

Evitar a exposição directa ao sol, principalmente entre as 11h e as 17h, utilizar protector solar com factor igual ou superior a 30 e renovar a sua aplicação de duas em duas horas e após os banhos na praia ou piscina, são outras medidas recomendadas.

A DGS aconselha igualmente a população a usar “roupa solta, opaca e que cubra a maior parte do corpo”, chapéu de abas largas, óculos de sol e a evitar actividades que exijam grandes esforços físicos, nomeadamente, desportivas e de lazer ao ar livre.

Para quem tem de viajar de carro, a DGS recomenda para o fazer nas horas de menor calor.

Simultaneamente, o IPMA prevê para todos os distritos de Portugal continental e para os próximos dias, um risco muito elevado de exposição à radiação ultravioleta (UV), com excepção da Guarda que está com níveis extremos.

Para as regiões com risco extremo, o IPMA recomenda que se evite o mais possível a exposição ao sol e nos níveis elevados aconselha a utilização de óculos de sol com filtro UV, chapéu, t-shirt, guarda-sol, protector solar e evitar a exposição das crianças ao Sol.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13h de cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

As temperaturas máximas mais elevadas estão previstas para o interior do Alentejo e para o Vale do Tejo, com valores que poderão atingir 35 a 37 graus.

Sugerir correcção