Bolsonaro perde o segundo ministro da Saúde e o Brasil fica ainda mais perdido na pandemia

A pressão do Presidente levou à demissão de Nelson Teich, que não completou um mês no cargo. Esperam-se tempos de maior desordem na resposta à covid-19.

Foto
Nelson Teich não explicou por que apresentou a demissão do Governo Reuters/ADRIANO MACHADO

Os brasileiros foram brindados esta sexta-feira com mais um episódio de uma novela que parece não ter fim. Antes de completar um mês no cargo, o ministro da Saúde, Nelson Teich, apresentou a demissão em desacordo com o Presidente, Jair Bolsonaro, dando mais uma machadada no combate à pandemia da covid-19 no país, que é caso único no planeta, com a saída de dois ministros em plena crise sanitária.