Reuters/ATHIT PERAWONGMETHA
Foto
Reuters/ATHIT PERAWONGMETHA

É com pandas que este restaurante evita a solidão do distanciamento social

É um “dois em um”: ajuda a cumprir as regras de distanciamento social e a falta de companhia para quem come sozinho. A solução foi engendrada por um restaurante na Tailândia.

Um restaurante em Banguecoque, a capital da Tailândia, está a assegurar o cumprimento das novas directrizes de distanciamento social e a proporcionar aos comensais solitários um pouco de companhia. Como? Com pandas “sentados” à mesa.

No início de Maio, a Tailândia flexibilizou algumas restrições às empresas à medida que o número de casos de infecção pelo novo coronavírus diminuiu. O país permitiu aos restaurantes reabrir, mas com regras rigorosas para reduzir o risco de propagação da covid-19.

“Antes tínhamos apenas uma cadeira nas mesas para um só cliente. Mas pareceu-me estranho, por isso pensei em dar-lhes alguma companhia”, disse à Reuters Natthwut Rodchanapanthkul, proprietária do restaurante Maison Saigon, que serve comida vietnamita.

PÚBLICO -
Foto
ATHIT PERAWONGMETHA

Sentado em frente a um dos bonecos panda, o comensal Sawit Chaiphuek, de 25 anos, disse que estava feliz por ter alguma companhia enquanto saía para comer pela primeira vez em meses. “O boneco faz-me sentir menos sozinho a comer”, disse.

Siriporn Assavakarint, outro cliente, disse que as novas regras de assentos muitas vezes confundiam os clientes e o exército de pandas de pelúcia tornou as coisas muito mais claras.

PÚBLICO -
Foto
ATHIT PERAWONGMETHA/Reuters

“É muito mais fácil de entender do que outros restaurantes, onde as pessoas ficam sempre confusas sobre onde se sentar e acabam por se sentar demasiado perto umas das outras”, afirma.

A Tailândia comunicou um novo caso de coronavírus na última quinta-feira e nenhuma nova morte, elevando para 3018 casos e 56 mortes desde o início do surto, em Janeiro. Na quarta-feira, a Tailândia anunciou zero novos casos pela primeira vez desde o início de Março, antes do início do confinamento generalizado.

Sugerir correcção