A Música Portuguesa, à Janela, a Gostar Dela Própria: Maria da Alzira - Não Cortes o Teu Cabelo

Portugal, 2020. A poucos minutos de Coimbra, da Universidade, existem ainda pessoas, nascidas entre 1930 e 1940, que não sabem ler, nem escrever e que carregam na sua memória romances, cantigas, orações, benzeduras, tratados de plantas medicinais, rezas, estórias.  Diferentes maneiras de pensar, com quem se aprende muito. Por mim falo: aprendi mais com velhinhas analfabetas, ou com pouca escolaridade, que anos enfiado em aulas, que nada me diziam. Com estas pessoas aprendi a ser gente, enquanto na escola só aprendi que ser curioso e fazer perguntas não é bom para o sistema, que se quer suave e fluído, sem grandes questões. E ainda hoje aprendo com elas. Quando estas mulheres desaparecerem de vez, vai-me custar muito. A minha esperança ainda reside em se poder gravar estas pessoas, conhecê-las, estar com elas, ouvi-las.

Em tempos de isolamento social devido ao surto do novo coronavírus, Tiago Pereira, fundador do projecto A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria, começou a convidar artistas de todo o país a filmarem-se a tocar uma canção — é A Música Portuguesa a Gravar-se a Ela Própria. Agora também os filma à janela. O P3 partilha regularmente estes vídeos

Sugerir correcção