Instituto Rega em Lovaina/Bélgica

Pessoas obesas que tomam estatinas têm menos bactérias “más” no intestino

Artigo na revista Nature com uma cientista portuguesa como primeira autora descreve uma inesperada descoberta que pode vir a ter consequências clínicas.

Há um grupo de bactérias que estão associadas a processos inflamatórios nos intestinos e que é mais comum em pessoas obesas. Porém, nas pessoas obesas que tomam estatinas (fármaco usado para baixar os níveis de colesterol “mau”) esta indesejada população de bactérias está presente em menor número. Estas conclusões são apresentadas num artigo que é publicado na revista Nature e que tem a cientista portuguesa Sara Vieira Silva como primeira autora. Para possíveis implicações na prática clínica falta, no entanto, esperar por ensaios que confirmem a relação causa-efeito.