Covid-19: Johnson voltou ao Parlamento para explicar por que é que o Reino Unido é o país europeu com mais mortes

Primeiro-ministro britânico foi defensivo na resposta às críticas da oposição e disse que é cedo para avaliar estratégia do Governo. No dia em que o Reino Unido ultrapassou os 30 mil mortos, prometeu mais testes e as primeiras medidas de desconfinamento podem ser anunciadas no domingo.

Foto
Sessão de perguntas ao primeiro-ministro ocorreu numa Câmara dos Comuns praticamente vazia. A maioria dos deputados assistiu ao debate a partir de casa. EPA

“Pelo menos 29.427 pessoas perderam a vida para este vírus terrível no Reino Unido. O primeiro-ministro pode dizer-nos como foi possível termos chegado a isto?”. Foi com esta pergunta de partida, lançada do outro lado de uma Câmara dos Comuns praticamente vazia, pelo líder da oposição, Keir Starmer, que Boris Johnson foi recebido esta quarta-feira no Parlamento britânico, depois de uma longa ausência, forçada pela passagem pelos cuidados intensivos depois de ter contraído o novo coronavírus. Na terça-feira o Reino Unido converteu-se no país europeu com mais mortes registadas por causa da pandemia, ultrapassando a Itália.