Na Toscana, voando sobre um infinito mar amarelo

Em 2017, Gábor Nagy voou sobre a Toscana, na Itália. Agora, o fotógrafo húngaro revela a sua perspectiva minimalista daquela região italiana.

Fotogaleria

Há muito tempo presos no seu confinamento, são muitos os fotógrafos que aproveitam para organizar ficheiros, limpar cartões de memória e editar fotografias que não tinham sequer chegado a ver com atenção. Aconteceu com Gábor Nagy, fotógrafo que, "provavelmente por não haver grandes montanhas na Húngria", o seu país natal, se habituou às paisagens alpinas e que durante o confinamento olhou com outros olhos para as extensas planícies da Toscana, onde esteve em Outubro de 2017. "Não fiquei desapontado", recorda na conta de Instagram (@gabornagy_photography), onde expõe uma abordagem minimalista das viagens que faz sempre pautadas por toques subtis de tons que acompanham as diferenças de estações que afectam as paisagens. "Às vezes sentia como se estivesse a voar sobre um infinito mar amarelo formado por ondas secas de areia e rochas.

 

Sugerir correcção