“Pessoas com deficiência não podem ficar para trás.” Quase um terço em risco de pobreza e exclusão

“Tudo indica que a seguir a esta crise sanitária vem uma crise económica. Há um risco de subir a pobreza e a exclusão e é preciso prestar atenção às pessoas com deficiência para não se deitar fora tudo o que se conquistou”, alerta Rui Coimbras, representante do Fórum Europeu das Pessoas com Deficiência.

Incapacidade
Foto
Paulo Pimenta

Em Portugal, como em toda a União Europeia, as pessoas com deficiência têm maior probabilidade de viver no desemprego e na pobreza do que as outras. Em plena pandemia de covid-19 e a antecipar uma crise económica, Rui Coimbras, representante do Fórum Europeu das Pessoas com Deficiência, pede que não se deixe estas pessoas para trás e que, pelo contrário, se consolidem as medidas antes tomadas.