APEL considera que Ministério da Cultura “abandonou à sua sorte” editores e livreiros

O mercado do livro em Portugal apresentará no final do mês de Abril uma perda prevista de 30 milhões de euros, segundo a Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL).

Livraria
Foto
jsm jose sarmento matos

Em reacção ao anúncio do Ministério da Cultura (MC), neste Dia Mundial do Livro, do lançamento de um programa de apoio ao sector no valor global de 400 mil euros, que serão gastos na aquisição de livros às pequenas editoras e livrarias portuguesas, a Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL), contrapõe em comunicado que o mercado do livro em Portugal apresentará no final do mês de Abril uma perda prevista de 30 milhões de euros.