Crise generalizada no futebol é forte ameaça para o FC Porto

A pandemia e a suspensão das competições já terão provocado perdas de 100 milhões de euros nas receitas dos clubes da I Liga. Entre os “grandes”, que já anteciparam 370 milhões de euros em receitas televisivas, o cenário dos “dragões” é o mais preocupante.

Foto
A suspensão das competições piorou uma situação já grave do FC Porto Tiago Lopes

As nuvens carregadas da crise do coronavírus ameaçam transformar-se numa tempestade perfeita para os cofres da SAD (Sociedade Anónima Desportiva) do FC Porto. Se os “dragões” já projectavam para esta temporada uma perda de lucros na ordem dos 98,4%, tendo apresentado um resultado negativo de 51,9 milhões de euros no primeiro semestre da época, os efeitos da pandemia tornam o cenário bem mais dantesco. A somar a tudo isto, o clube vê vencer no próximo mês de Junho um empréstimo obrigacionista de 35 milhões de euros. No conjunto da I Liga, as perdas de receitas com a paragem competitiva rondarão os 100 milhões de euros.