Portugal: será o consenso o segredo da 7.ª melhor democracia do mundo?

Entre os países da Europa do Sul, o nosso é onde os números de infecção têm sido menores e as preocupações com a qualidade da democracia em tempos de estado de emergência são maiores.

Edward M. Burke
Foto
Os consensos conseguidos ao mais alto nível do Estado são factor de qualidade da democracia LUSA/JOÃO RELVAS

Portugal subiu três lugares no ranking das democracias liberais do V-Dem Institut nos últimos três anos e está já em sétimo lugar, atrás apenas da Dinamarca, Estónia, Suécia, Suíça, Noruega e Bélgica. É, portanto, o país da Europa do Sul com melhores índices democráticos e também um dos que tem menores níveis de infecção e mortes por covid-19. Uma coincidência? Talvez nem tanto.