Entrevista

Ruth Monteiro: “Se for presa preventivamente, não sei o que me pode acontecer dentro da cadeia”

Em entrevista ao PÚBLICO, desde o lugar onde está escondida por temer pela sua segurança, Ruth Monteiro afirma que “esta prontidão do Ministério Público em servir poderes ínvios no país é algo que, infelizmente, estamos habituados a ver”.

Foto
"O que acontece é que se eu for vista na rua, podem decidir espancar-me e eu não sei se sobrevivo a esse espancamento. Se for presa preventivamente, não sei o que me pode acontecer dentro da cadeia", diz Ruth Monteiro DR

Ministra da Justiça do Governo constitucional da Guiné-Bissau, aquele que foi afastado pelo autoproclamado Presidente, Umaro Sissoco Embaló, recorrendo aos militares, e que ainda tem o apoio da maioria dos deputados da Assembleia Nacional Popular, Ruth Monteiro está impedida de sair do país por ordem do Ministério Público (MP), que na quarta-feira a inquiriu a propósito de uma viatura que ela não teria devolvido, quando foi afastada.