Efeitos económicos do coronavírus podem prolongar-se por décadas

Menor dinamismo na actividade económica e, possivelmente, aumentos dos salários reais persistiram durante 40 anos nas pandemias dos últimos sete séculos. Há motivos para pensar que agora pode acontecer o mesmo.

Foto
Paulo Pimenta

Com a história de anteriores pandemias a servirem como guia, três economistas deixam um aviso: o impacto económico do novo coronavírus não será apenas sentido no curto e médio prazo. O mais provável mesmo é que se possa prolongar por um período de tempo tão longo como quatro décadas, durante o qual o dinamismo económico será menor, mas os salários reais podem subir.