Austeridade: a palavra que nem a direita quer dizer nesta crise

A passagem da troika por Portugal deixou marcas até na forma como se faz política. Perante uma nova crise, que irá deixar mossa nas contas públicas, os partidos evitam usar a palavra austeridade. Só o PSD admite que pode ser preciso fazer um ajustamento orçamental, mas só se se confirmar o pior dos cenários.

,Portugal
Foto
Daniel Rocha

A pandemia causada pelo novo coronavírus levou o Governo a aprovar pacotes de medidas para ajudar famílias e empresas que, perante uma crise de saúde pública, se viram forçadas a parar. Com a economia quase estagnada e sem se saber até onde irá a queda do PIB, é já certo que as contas públicas sairão prejudicadas. O défice e a dívida pública vão subir, mas nem à esquerda nem à direita se quer falar de austeridade para voltar a corrigir as contas públicas.